Barcelona Parte I: Park Güell

Ahhh Barcelona…

Talvez uma das minhas cidades preferidas em que já estive, aquela que respondo quando me perguntam qual lugar que mais gostei entre as minhas viagens. Sem pensar muito, a resposta que tenho dado até hoje é Barcelona. Deve ser por reunir tantas características num só lugar! História, arquitetura, modernismo, juventude, praia…

Chegamos de ônibus em Barcelona, como estávamos em Florença viajamos até Aix-en-Provence, uma pequena cidade no sul da França, que era metade do caminho até Barcelona. Passamos uma noite lá e seguimos viagem no dia seguinte. No total são 12 horas de viagem desde Florença até Barcelona.

Foram cinco dias na cidade, mas confesso que poderia ter aproveitado muito mais se não tivesse acompanhado a turma da viagem no roteiro definido. Viagens em grupos grandes sempre acabam nos deixando mais presos, as visitas demoram mais, o ritmo da viagem fica mais lento. Eu, particularmente, gosto de fazer o meu próprio roteiro, além de estar mais informada antes das visitas eu fico mais livre durante os passeios, demoro mais em determinado local, vou mais rápido em outro…

Park Güell

Bom, vou começar com o roteiro que acompanhei com o grupo. O primeiro lugar foi o Park Güell. Projetado pelo arquiteto mais importante do modernismo catalão, Antoni Gaudí, o Park Güell foi encomendado pelo empresário Eusbi Güell para ser um conjunto estruturado com habitações de luxo, com toda a tecnologia da época, interação com a natureza, vista privilegiada para o mar e uma grande riqueza arquitetônica, mas o público da época não se convenceu do projeto e o empreendimento foi um fracasso. Um dos motivos teria sido sua localização distante do centro de Barcelona. A construção durou de 1900 à 1914 e, em 1922 foi vendido ao município de Barcelona, que o transformou em um parque público em 1926.

13

O parque tem uma extensão de 171.800 m² onde estão distribuídos os pavilhões, viadutos, praças e a casa onde o arquiteto Antoni Gaudí viveu durante 20 anos.

A entrada normal custa € 7,00 e pode (deve) ser comprada antecipada através do site do parque. Existem outras opções como entrada + visita guiada, ou visita em grupos que também podem ser adquiridas pela internet.

12

Vista da entrada principal do Parque Guell

Praça Oval

A principal atração do parque é a Praça da Natureza, uma grande praça oval que deveria servir como teatro. Parte dela é apoiada na encosta da montanha e outra nas colunas da sala inferior. Um banco banco ondulante com cerca de 150 metros cerca toda a frente da praça. Com um desenho ergonômico baseado nos estudos de um corpo humano sentado, o banco é formado por apenas três tipos peças pré-fabricadas. Com formatos côncavos e convexos, o desenho do banco cria espaços com mais privacidade, além de suas inclinações no encosto e assento que conduzem a água da chuva para a parte de trás do banco. O revestimento é uma atração à parte, todo coberto por trencadís, uma técnica decorativa muito utilizada no modernismo catalão que consiste na aplicação de mosaico com peças irregulares de cerâmica ou de outro material parecido.

2

Praça da Natureza / Praça oval

4

Vista a partir da Praça

 

14

Detalhe do banco ondulado

 

Sala Hipostila

Logo abaixo da Praça da Natureza, descendo as escadarias laterais, chegamos à Sala Hipostila, ou Sala das Cem Colunas. Originalmente seria destinada a abrigar um mercado ao ar livre para a urbanização. Na verdade a sala possui 86 colunas com cerca de 6 metros de altura. As colunas são feitas com entulho e argamassa imitando mármore, e assim como o banco ondulado, foi revestida com trencadís até a altura de 1,80 m. Por dentro delas passam tubulações que conduzem a água da chuva capturada pelo piso da Praça Oval até uma cisterna com 1.200 m³ sob a Sala Hipostila.

15

Sala Hipostila

8

Vista a partir da Sala Hipostila

 

Fonte Salamandra

Descendo as escadarias em direção à entrada principal passamos pelo conjunto de fontes. A principal tem a forma de uma salamandra, toda revestida por cerâmica colorida faz os turistas disputarem um espacinho pra tirar uma foto…

9

Fonte Salamandra

 

Viadutos e Pontes

Gaudí criou um sistemas de pontes e viadutos para vencer os desníveis do terreno e servir de abrigo aos pedestres durante as chuvas, mas o principal objetivo era facilitar a passagem de carruagens dentro do complexo. A estrutura foi desenhada a partir de formas naturais, de maneira a integrar-se à paisagem e feitas com pedras rústicas extraídas do próprio local.

6

Viaduto das Guardineiras

As colunas retorcidas parecem árvores, com plantas colocadas no topo das pontes. Visivelmente inspirado pela natureza e suas formas, o arquiteto faz com que os encontros entre as colunas helicoidais com os capiteis em forma de funil se fundam com teto e parede em uma superfície contínua.

7

 

5

Pórtico da Lavadeira

Casa Museu de Antoni Gaudí

Uma das únicas duas casas construídas no projeto serviu de residência para Gaudí entre 1906 e 1926. Construída pelo arquiteto Francisc Berenger, La Torre Rosa, como é chamada, foi desenhada para servir como casa modelo para a urbanização. Gaudí adquiriu a casa após o fracasso do empreendimento e viveu nela até mudar-se para a sagrada família. Hoje funciona a Casa Museu Gaudí. É a única atração no interior do parque que é paga, o ingresso custa € 5,50 e pode ser comprado antecipado.

O mobiliário exposto na casa faz parte de outros projetos do arquiteto, como a Casa Milà e a Casa Batlló, todos desenhados por Gaudí, inclusive a pérgola do jardim externo que rodeia a casa.

10

Casa Museu Gaudí

1

11

Pérgola em aço forjado

E pra finalizar a primeira parte do post sobre Barcelona…

16

Eu, Pri, Thais A., Thais Z. e Rúbia

Aquela foto que acho que não deveria postar aqui mas estou postando haha

Desculpem amigas =p

Ps.: os créditos das fotos são da minha parceira de viagens e amiga Rúbia Dutra. Fiquei sem câmera no começo da viagem de Barcelona porque molhei a minha na água do mar em Cinque Terre =(

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s